Artigos

Home  | Artigos

O pé de atleta é uma micose muito comum e contagiosa provocada por fungos da família dos dermatófitos. Estes fungos, que se alimentam da proteína queratina, presente nas unhas, pele e nos cabelos, desenvolvem-se em ambientes quentes e húmidos como os existentes nos balneários, chuveiros ou piscinas públicas.Pessoas saudáveis podem ser afetadas, no entanto são mais sensíveis: os diabéticos, pessoas com problemas circulatórios, imunodeprimidos, quem toma medicamentos com cortisona e atletas.

Que tipo de micose podemos encontrar?

Interdigital – Forma mais comum caracterizada por descamação ou maceração dos espaços interdigitais dos dedos dos pés, podendo ocorrer mesmo fissuras.

Plantar  Afeta a planta do pé, o calcanhar e a zona lateral. Há uma hiperqueratose da pele com descamação e inflamação.

Vesicular – Forma mais grave e menos comum em que aparecem pequenas bolhas (vesículas) no peito e planta do pé. É geralmente unilateral (aparece só num dos pés).

Sintomas

  •  Comichão, ardor ou sensação de queimadura;
  •  Pele muito seca, gretada ou a descamar;
  •  Pele gretada, fragilizada ou esbranquiçada entre os dedos dos pés;
  •  Fissuras ou gretas na sola dos pés ou calcanhares;
  •  Vermelhidão;
  •  Mau cheiro.

Tratamento

O tratamento com um medicamento antifúngico é a forma mais simples e eficaz de acabar com o pé de atleta (ex.: clotrimazol creme).

Completar aconselhamento

  •  Spray/creme/pó antitranspirante de forma a manter o pé sempre seco;
  •  Creme hidratante para manter a integridade da pele e o pé hidratado (com ureia caso necessário);
  •  Spray absorvente cicatrizante para manter a pele seca.

Partilhar:

Categorias